"Viver é melhor que sonhar..."

"... eu sei que o amor é uma coisa boa", dizia Elis Regina em seu grande sucesso "Como nossos pais". E não é que ela tinha razão? Sonhar com o príncipe encantado como num conto de fadas é bom, mas fazer de alguém o seu príncipe encantado da vida real é muito melhor. Sonhar em casar e construir uma família é uma delícia, mas tomar a decisão de passar o resto dos seus dias com a pessoa que você mais ama e preparar-se para um dos momentos mais inesquecíveis da sua vida, é tudo de melhor!
A história de como nos encontramos é um tanto quanto banal. Mas quem foi que disse que histórias banais não podem ser bonitas e charmosas? Alice no País das Maravilhas, Branca de Neve, O Mágico de Oz, quer histórias mais banais do que estas? Não, né? Mas são todas lindas e todo mundo gosta de contar...
Pois eu também gosto de contar a minha! Aí vai... Quando eu vi o Mathieu pela primeira vez, eu, eu, eu... não me apaixonei loucamente como nos filmes mais românticos. Será que isso só acontece em filmes mesmo? Tá legal, não me apaixonei, mas admirei um belo sorriso e uma simpatia fora do comum. Sabe aquela pessoa que transborda de energias positivas e que te deixa com um baita bom humor? Então, agora pense nessa pessoa e multiplique a simpatia dela por infinito... O resultado é o Mathieu.
Desde o primeiro encontro, nos entendemos muito bem e com o tempo, esse francesão (sim, ele é bem grande) do olhão azul-piscina tornou-se um ótimo amigo. Mathieu e Isabelle, Isabelle e Mathieu. Pra lá e pra cá, pra cima e pra baixo, em todos os lugares, em todos os momentos, em todas as situações. Grude-grude sem fim, gostoso, alegre, verdadeiro e respeituoso. Respeito: palavra bonita, imponente e rara. Hoje em dia eu diria muito rara nas relações humanas, principalmente nas amorosas entre homens e mulheres. Fomos melhores amigos durante pelo menos 9 meses, sem beijinhos, amassinhos ou idéinhas pervertidinhas. E pra falar a verdade, foi tão bom assim!
Nós nos descobrimos, nos revelamos, nos ajudamos, nos aconselhamos, nos respeitamos. E construímos uma amizade que serviu de base perfeita para o nascimento de um novo sentimento: o amor! Ah, o amor! Foi um parto espetacular, nasceu gritando, com 3,8 kg. (nada pequeno!), emocionou a todos e veio para ficar. Nasceu em momentos diferentes para nós dois. Mas isso não importa... o importante é que compreendemos que ser um sem outro não tinha mais graça, e que se um dia a gente viesse a se afastar, a vida seria muito menos intensa, bonita ou divertida. Quando duas pessoas se amam a idéia de passar a vida toda juntas é algo quase que óbvio. Você não se pergunta se está na hora certa, se a sua situação financeira está apropriada. Você apenas quer. Quer como uma criança marrenta quer um brinquedo novo no supermercado. Não importa o que os outros dizem. Você apenas quer. Quer ficar o mais perto possível daquele ser que tanto te faz bem. E quem quer po... Complete você mesmo o ditado.
Nós queremos, nós podemos e nós vamos fazer. Fazer um belo casamento que reflita a felicidade que nós sentimos de termos encontrado um ao outro. E você não vai perder a oportunidade de participar deste momento conosco, não é? Quem sabe esse dia não te inspira e te dá vontade de casar também? Quem sabe você que está sozinho, não encontra sua alma gêmea num contexto mais do que romântico? Sonhou com tudo isso? Agora viva! Venha nos encontrar no dia 19 de dezembro. Estaremos esperando por você.
Isabelle Bertinet (logo, logo Claudel também!)



Vá em "comentários" e diga-nos quem é, o que sente e o que nos deseja. Ficaremos felizes em saber que veio até aqui e que dedicou um pouquinho do seu precioso tempo para admirar o nosso trabalho.

O pedido!

Dá pra ver que a gente estava feliz?

Toda mulher sonha em receber um pedido de casamento inesquecível, glamuroso, cheiroso e gostoso como os dos filmes mais românticos. Algumas dizem que tudo isso é muito brega! Mas é porque elas nunca tiveram a oportunidade de viver um momento destes. São invejosas, coitadas... Eu acho lindo e tenho o maior orgulho de contar como foi que o Mathieu pediu a minha mão. Exibida né? Sou mesmo!
Um belo dia, estou eu na rua fazendo reportagem com uma amiga. Chovia, fazia frio... Eu não via a hora de chegar em casa. Mas o dever me segurava na rua, ao lado do povo. Objetivo: fazer professores e diretores de escola se expressarem sobre a miscigenação racial dentro das salas de aula. Nada romântico não é? Esperem pra ver...
Tinha saído de casa cedo e só ia voltar umas 18h. E o Mathieu, estranhamente, havia me ligado o dia todinho de hora em hora pra perguntar quando eu ia chegar em casa. Qualquer mulher teria desconfiado do namorado, pensando que ele estava fazendo algo de errado. Eu não. Sabia que alguma supresinha boa me esperava. Só não imaginava que essa tal surpresinha se transformaria numa surpresona!
Fim de dia nebuloso, a fome, o cansaço me arrastaram até a porta do meu apartamento onde na altura dos meus olhos eu encontrei um bilhetinho que dizia: "Oi mor! A história começa aqui. Preste atenção: a cada bilhetinho que você encontrar pela casa, você terá uma dica sobre como achar o próximo. Em cada um deles, uma mensagenzinha pra te mostrar o quanto te amo." Confesso que desde o primeiro bilhete, já comecei a tremer e imaginar o que me esperava no final. Quando abri a porta de entrada do apartamento, eu não vi o Mathieu. Eu vi um homem lindo, com um sorriso terno, um tanto quanto nervoso, cheio de ansiedade e amor no olhar. Um olhar cor de céu, todo úmido, contagiado pela brisa do mar.
De bilhete em bilhete o meu coração batia mais forte. Mais intensamente. Com as palavras de amor do Mathieu, entendi que aquilo era muito sério e que estávamos prestes a dar um grande passo no nosso relacionamento. O último bilhete estava escondido na minha parte preferida do apartamento: a cozinha! No meio de uma caixa cheia de chocolates, balinhas e outras coisinhas coloridas e gostosas de comer. Nele estava escrito: "Eu quero fazer a minha vida ao seu lado, e você?". Junto com ele uma caixinha vermelha com um anel de compromisso. Um anel que seria o símbolo de uma promessa de amor, o marco da nossa vida a dois. "Sim! Sim! Sim!". Ou melhor: "Oui! Oui! Oui!" eu disse... Não hesitei um só segundo, nem mesmo pensei em nada. Quando a gente ama de verdade a gente sabe o que quer e a senhora razão... Tadinha, tão velha e sábia, acaba sendo esquecida num canto. Sou uma mulher feliz. Feliz por ter esta história pra contar e ser tão desejada por um homem tão doce quanto Mathieu.

Isabelle Bertinet

Festa de noivado!

Como os casamentos civil e religioso serão aqui no Brasil, teria sido muito injusto e triste partir da França sem antes ter feito uma festa com a família do Mathieu. O dia 19 de julho foi um dia muito especial para nós. Foi como um pré-casamento, cheio de vibrações boas, de pessoas que se amam e se querem bem. Um momento muito emocionante para aqueles que infelizmente não estarão aqui em dezembro. O local? A casa de campo dos pais do Mathieu em Thiéfosse, cidadezinha de 602 habitantes na região Vosges, no centro-leste da França. Uma casa linda, aconchegante, toda cercada de àrvores, flores e borboletas. Ar puro e paz não faltam!
Tudo foi preparado com muito amor, carinho e dedicação pelos pais do Mathieu. O Gaston não economizou energias e força nos braços. Com medo da chuva,  montou um abrigo de madeira e uma grande mesa comprida onde todos puderam sentar juntos na hora de comer. Conversa pra lá, conversa pra cá, todo mundo falou e riu muito, além de encher o barrigão. E não é que esse abrigo do papai Gaston foi muito útil! O dia amanheceu péssimo, cheio de vento, nuvens, chuvisco e frio. Coitada de mim... meu vestidinho curto e branco não era a melhor opção. Mas como eu tinha comprado-o especialmente para esta ocasião decidi colocá-lo mesmo assim. O que a gente não faz pra ficar bonita, não é?
Quanto à Pascale, pensou em todos os detalhes. Desde o cardápio, guardanapos, talheres, louças, copos, toalha, flores, lembrancinhas... E pra completar, ainda escreveu um texto que contava a nossa história de amor para os convidados. Lindo e como dizer... Original! Já que a história era contada através de um diálogo de gatos. Os nossos gatos! Chaninha, Pipoca, Petit, Maman e companhia. Miau!
O Mathieu e eu também botamos a cuca pra ralar. Como a gente quase não gosta de aparecer preparamos um discurso para a hora do brinde regado à champanhe, "s'il vous plaît". Um discurso de firmamento público do nosso amor e de agradecimento àqueles que até hoje nos acompanharam e acreditaram em nós. Tive a chance de contar com a presença da minha mãe que veio de tão longe também para participar deste dia. Espontaneidade é tudo na vida né? Se vocês querem saber, este texto que emocionou a todos, tinha sido escrito de última hora, apenas um dia antes da festa, no escurinho dos campos das Vosges, sob os fogos de artifício da cidade de Thiéfosse que, como todas as outras, comemorava o 14 de julho, dia da queda da Bastilha.
Passamos uma tarde maravilhosa, agitada e engraçada! Tem gente que até foi jogada na àgua, né Mathieu? Tadinho, foi levado à força e não escapou. Enfim, obrigada a todos que estavam lá, obrigada aos pais do Mathieu que organizaram isto para nós, e pra vocês que não participaram, já dá pra ter um gostinho de como vai ser o dia 19 de dezembro. Enjoy!

Isabelle Bertinet



O casamento civil!

A vida é engraçada... Durante 26 anos, você é a Srta. Bertinet, filha da Gertrudes e do Jacques, aquela jovem que estudou jornalismo, que gosta de dançar e blá, blá, blá... E de um dia pro outro, ou melhor em menos de 5 minutos, depois de um "sim" aqui, outro alí, uma assinatura e algumas fotos, você se torna a Sra. Claudel, esposa do Mathieu, uma mulher cheia de responsabildades e mais blá, blá, blá. Será que a Srta. Bertinet se parece com a Sra. Claudel? Será que são exatamente a mesma pessoa? Só o tempo responderá a estas minhas estranhas dúvidas com sabedoria.
Dia 3 de outubro de 2009... 8h. O dia amanhece nebuloso, o céu está cinza, os passarinhos cantam preguiçosos, os mais velhos se levantam para ler o jornal, enquanto os mais jovens recarregam as energias perdidas na noite fervorosa da sexta-feira. Em algum cantinho da cidade de Santo André, dois jovens nadam contra a maré. Para eles, um dia lindo acabava de começar. O dia em que eles se uniriam para sempre perante a lei...
Hoje, eu completo uma semana de casada com o Mathieu. E não se preocupem, tudo vai muito bem! Todos os dias quando acordo, me sinto segura em saber que aquele que está deitado ao meu lado, ficará pra sempre alí, bem pertinho de mim. Me sinto feliz em ter a certeza de que fiz a escolha certa e isso me dá vontade de aproveitar a vida ao máximo todos os dias.
Aos poucos vamos nos acostumando a substituir as palavras "namorado" e "namorada" por "esposo" e "esposa". Sensação melhor não há. Hoje eu pertenço a alguém e este alguém pertence a mim. Deus me fez uma e o amor me multiplicou por dois. Quem sabe por três ou quatro, mas isso é uma outra história...
To be continued.

Isabelle Gertrudes Bertinet Claudel

Cerimônia Religiosa


Onde?
Na Catedral Diocesana Nossa Senhora do Carmo. Praça do Carmo, Centro, Santo André, São Paulo.
Quando?
No sábado, dia 19 de dezembro de 2009.
Que horas?
Nossa cerimônia começa às 17h45 e tem duração de 30 minutos. Pedimos a todos que cheguem com no mínimo 15 minutos de antecedência.











Afficher Cerimônia religiosa sur une carte plus grande

Festa


Onde?
No Cook Hall Buffet, Unidade 2. Rua Marechal Deodoro, 155, São Caetano do Sul, São Paulo.

Quando?
No sábado, dia 19 de dezembro de 2009.

Que horas?
A nossa festa começa às 19h30 e tem 4h30 de duração. Um jantar está previsto.







Afficher Festa sur une carte plus grande

Quer ser DJ por um dia?


Se você nunca teve a oportunidade de ser DJ por um dia, esta é a sua chance! Se você está cansado de ir à festas sem graça, onde um DJ banana só toca o som que ele quer e não o que você quer ouvir, junte-se a nós! Sabemos que é sempre muito difícil agradar a todos, mas com a sua ajuda quem sabe nós não conseguimos...
Gostaríamos que você nos deixasse um comentário ao final desta mensagem, com os títulos das músicas que você gostaria de ouvir na nossa festa de casamento. Ajude-nos a compor uma playlist animada que coloque todo mundo pra quebrar!
Contamos com a sua colaboração...

Nossas listas de presentes!




Pois é, "quando a gente casa quer casa", já dizia um velho ditado. Nós completaríamos essa frase, por "quem casa quer casa... cheia!". Casa vazia não dá, né? Aí vão as nossas listas de presentes, pra você que pode e quer comprar. Não se sinta obrigado(a) a fazê-lo, isso nos deixaria muito tristes. Lembramos que o importante é que você compareça à nossa festa e passe um momento gostoso com a gente!






Pensamos em tudo, inclusive em facilitar a sua vida! Para aqueles que estão sem tempo, esta é a melhor opção. Você pode comprar o que quiser pela internet. Basta ir no site Americanas.com e na parte "Convidados" colocar os nossos nomes e a data do nosso casamento (Isabelle / Mathieu / 19.12.2009) e validar. Em seguida aparecerá a nossa lista, com os itens que escolhemos. Quando você achar o que quer, basta clicar em "Comprar" e seguir as instruções. Se você não é muito amigo da informática e prefere ir até uma das lojas Americanas, você também pode. Chegando em qualquer uma das lojas, você deve procurar o stand da Americanas.com e assim você será instruído por um vendedor sobre como comprar. Você poderá pagar no próprio caixa da loja. Fácil não?

Vários endereços: Rua Marechal Deodoro, 1337, Centro, São Bernardo. Rua Coronel Oliveira Lima, 457, Centro, Santo André. Av. Pereira Barreto, 42, Shopping ABC Santo André (Antigo Mapping), piso loft. Av. Juscelino Kubitscheck de Oliveira, 5308, Shopping Bomsucesso, Guarulhos.
Mesma coisa. Compre pela internet ou na própria loja. Na internet, você já sabe... Nome dos noivos, data do casamento, etc, etc... Segue lá as instruções que você consegue. Senão, se for na loja, tem que ser na do Shopping ABC: Av. Pereira Barreto, 42, Piso Loft, Santo André. Chegando lá, procure uma vendedora e diga que veio para a nossa lista de casamento. Pronto, agora você já sabe tudo o que tinha que saber!